Proteção veicular e Seguro Auto? Entenda as diferenças!

Está precisando proteger seu veículo? Então saiba quais são as diferenças entre Proteção veicular e Seguro Auto para fazer a melhor escolha!

Quem possui veículo próprio certamente já deve ter recebido alguma oferta de Proteção Veicular por associação ou cooperativa. Nos últimos anos, esta forma de proteção para veículos vem se tornando cada vez mais presente na vida dos brasileiros.

Para a maioria das pessoas, as diferenças entre a Proteção veicular e Seguro Auto não são claras, e esta falta de informação faz com que muitos proprietários acabem tomando uma decisão errada na hora de contratar o serviço.

Para facilitar sua escolha, neste artigo, vamos esclarecer as principais diferenças entre Proteção veicular e Seguro Automotivo.

LEIA TAMBÉM: OS 5 MELHORES CARROS SEMINOVOS OU USADOS PARA COMPRAR EM 2020

As diferenças entre Proteção veicular e Seguro Auto

A principal e mais importante diferença nas modalidades está na GARANTIA! A proteção veicular não oferece nenhuma garantia ao cliente, ao contrário do que acontece com o seguro automotivo tradicional, que é regulamentado por órgãos do Governo e segue rigorosas leis de defesa ao consumidor.

Quando uma apólice de seguro é contratada para um carro, o risco de qualquer sinistro é todo da seguradora, na proteção veicular, o associado assina um Contrato de Responsabilidade Mútua e divide o risco com os demais associados.

Digamos que em um determinado mês os gastos da associação de proteção veicular sejam maiores do que os valores arrecadados, como você acha que irão pagar pelo seu prejuízo? A proteção veicular é uma opção que não oferece garantias ao dono do veículo.

Outra diferença está na forma de ADESÃO. Ao contratar um seguro auto, o cliente tem acesso a uma apólice. Para isto, ele terá que pagar o prêmio anual que poderá ser pago à vista ou dividido em parcelas fixas.

Já na proteção veicular o cliente paga uma mensalidade, cujo valor, em geral, é composto por uma taxa de administração fixa, somada ao rateio, que pode variar mês a mês.

LEIA TAMBÉM: OS 20 CARROS MAIS ROUBADOS NO RIO DE JANEIRO ATÉ JUNHO 2020

A REGULAMENTAÇÃO também deve ser destacada! As seguradoras são regulamentadas e tem normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP). Isso é o que protege os clientes e fornece garantias legais.

Na proteção veicular não existe uma regulamentação forte e concreta. Qualquer problema que você tenha em relação ao serviço oferecido será muito mais difícil e burocrático para conseguir comprovar seus direitos.


FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO OFICIAL DE MOTORISTAS E PASSAGEIROS!

  • ✓ Receba dicas exclusivas;
  • ✓ Tenha desconto em produtos e serviços;
  • ✓ Fique por dentro das principais notícias do meio;
  • ✓ Confira relatos de motoristas e passageiros;
  • VEM FAZER PARTE DO NOSSO GRUPO!

SEGUROPROTEÇÃO VEICULAR
FISCALIZAÇÃOSUSEPNÃO TEM
GRAU DE RELACIONAMENTOCLIENTEASSOCIADO
PAGAMENTOFIXOVARIADO
PREJUÍZOPAGO PELA SEGURADORARATEADO ENTRE ASSOCIADOS
GARANTIA DE INDENIZAÇÃOCERTODEPENDE DO CAIXA

Em relação as COBERTURAS, geralmente não há muita diferença entre o seguro e a proteção, em ambas o cliente pode optar por retirar ou acrescentar coberturas adicionais.

O que é melhor? Proteção veicular ou o seguro auto?

Se em algum momento algum vendedor lhe falar que a Proteção Veicular é melhor e mais confiável do que Seguro Auto, você pode virar as costas e ir embora. Não existe comparação quando o assunto é a qualidade e confiabilidade no serviço.

No nosso ponto de vista, a Proteção Veicular é apenas um “quebra galho”, algo que você paga apenas para não deixar seu veículo 100% desprotegido.

O problema é que estas associações estão crescendo no país e a contratação deste tipo de serviço é mais rápido e menos burocrático do que a contratação de uma apólice de seguro auto. Os vendedores e representantes não são sinceros com os novos associados, a intenção é apenas vender. Caso você tenha qualquer problema no futuro, eles sabem que não serão responsabilizados, diferente do que acontece quando você contrata uma apólice com uma seguradora.

Outro ponto que vale ser falado é que as seguradoras são obrigadas a constituir reservas financeiras técnicas, que garantem o pagamento da indenização ao segurado, em caso de necessidade. Na proteção veicular, essa garantia depende da efetivação do rateio entre os associados. Se faltar dinheiro, infelizmente você ficará no prejuízo ou ter que esperar meses até que a questão financeira seja resolvida.

Enfim, o seguro auto sempre será uma melhor opção, mas seu custo quase sempre será maior. Faça as devidas cotações, tenha ciência dos riscos e faça a melhor escolha para o seu veículo. Se decidir fechar com alguma associação, pesquise muito como anda sua reputação. Um dica importante, é pesquisar pelo nome da empresa no site Reclame Aqui.

LEIA TAMBÉM: AINDA VALE A PENA TRABALHAR COM CARRO ALUGADO?


Deixe uma resposta