Preço de aluguel de veículos dispara!

Mensalidade nas locadoras de veículos disparada e motoristas de aplicativo começam a devolver carros alugados.

Alugar um veículo para trabalhar como motorista de aplicativo se tornou uma prática comum nos últimos anos, mas será que atualmente ainda vale a pena?

A pandemia afetou de forma considerável os custos de locação dos veículos. No início de 2020, por causa das medidas restritivas e da necessidade de isolamento social, a procura por carros caiu de forma significativa. Para equilibrar as contas, as locadoras resolveram vender muitos de seus automóveis.

No entanto, conforme o movimento foi sendo retomado, não havia mais tantos veículos disponíveis. Pela lei do mercado, maior demanda e menor oferta resulta em preços mais altos. Dessa forma, os valores dos aluguéis dispararam, e quem mais sofreu com isso foram os motoristas de aplicativos.

Custos de locação e do combustível

A motorista Anna Tatti, de 62 anos, conta que já rodou com carro alugado. Na época, pagava uma mensalidade de R$ 1.620 por um carro novo, mas o modelo não tinha um botijão de Gás Natural Veicular (GNV) instalado. Não durou muito. Hoje, ela aluga um Versa 2016 de uma conhecida, pagando mil reais pelo mesmo período, dividindo os custos de manutenção com a proprietária. Agora, ela afirma que vale a pena:

“Em locadora, está impossível fazer negócio. Se fosse alugar um carro movido a gás, eu teria que pagar cerca de R$ 2.200 por mês. Como as corridas diminuíram na quarentena, isso é praticamente pagar para trabalhar.

O motorista Rodrigo Santos, de 53 anos, diz que o problema não é apenas o preço cobrado pela locação, mas também a alta dos combustíveis. De acordo com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 6 e 12 de dezembro, por exemplo, o preço médio registrado para o litro da gasolina na cidade do Rio foi de R$ 4,926, enquanto o valor do litro do etanol foi de R$ 4,054. O GNV, encontrado a R$ 2,985 (metro cúbico) no mesmo período, em média, segue sendo a opção mais viável.

“Algumas locadoras passaram a instalar GNV nos carros a serem locados, mas você tem que esperar muito tempo até um estar disponível. Quando chamam, você tem que ter cartão de crédito com limite disponível, e muitos motoristas estão com seus nomes sujos. Por isso, não conseguem pegar esses carros — analisa Santos: — Por outro lado, veículo a gasolina ou etanol consome muito, principalmente se o motorista pega engarrafamentos ou anda com o ar-condicionado ligado. Há mais de três anos que os apps não aumentam as tarifas, enquanto o preço de tudo está mais alto.”

LEIA TAMBÉM: MONTADORAS INVESTEM EM ALUGUEL DE VEÍCULOS POR ASSINATURA


guai do score

DESCUBRA COMO AUMENTAR SEU SCORE EM ATÉ 900 PONTOS EM 7 DIAS OU MENOS.

Muitos motoristas hoje trabalham com carros alugados justamente por não conseguirem financiar um veículo próprio. Em quase 100% dos casos, a negativa do financiamento é resultado de uma baixa pontuação no SCORE DE CRÉDITO. É esta pontuação quem define o risco da operação. Quanto maior for a sua pontuação SCORE, mais fácil será a aprovação e menores serão as taxas do financiamento!


Locadoras retomam as compras de novas frotas

O presidente da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), Paulo Miguel Júnior, revela que entre os 200 mil carros alugados para motoristas de aplicativos, aproximadamente 160 mil foram devolvidos nos dois primeiros meses de quarentena. A situação neste fim de ano, no entanto, segundo ele, já vem se normalizando.

Com a liberação da circulação, motoristas voltaram a operar, conseguiram mais passageiros e estão alugando de novo os carros. O valor pago por eles é, em geral, de R$ 450 a R$ 500 por semana. Para dezembro, esperamos a entrega de 40 mil carros para locadoras e, para o ano que vem, temos o pedido de outros cem mil veículos nas montadoras.

O preço cobrado pela locação em 2021, porém, também deve ser salgado. Isso porque, segundo o presidente da Abla, os preços de venda dos carros aumentaram bastante. Além disso, espera-se que a procura de motoristas de aplicativos também aumente.

Em 2021 vale mais a pena comprar ou alugar um veículo?

Comprar ou alugar? Essa é uma das grandes dúvidas dos motoristas. Na nossa opinião, comprar um carro é muito mais vantajoso a longo prazo, ainda mais se levarmos em consideração o grande aumento do valor do aluguel.

Imagine pagar R$ 2 mil reais mensais por 1 ano na locação do veículo, você estará colocando R$ 24 mil reais na mão do proprietário e este dinheiro nunca irá voltar.

Muitas pessoas não conseguem aprovar o financiamento do veículo devido ao SCORE baixo e optam pela locação, mas existem formas validadas para elevar o SCORE naturalmente. Está prática é muito utilizada por financeiras e bancos para elevar a pontuação SCORE do cliente e facilitar a aprovação de financiamentos, até mesmo com ZERO de entrada.

Nós do portal Tudo para Uber recomendamos, (somente para quem tiver interesse), o GUIA DO SCORE, um produto desenvolvido por nosso parceiro Guilherme Oliveira que vai elevar o seu SCORE em apenas 7 dias.

O produto é totalmente seguro e com resultados garantidos! Clique no botão acima para acessar a oferta!


E você? Prefere trabalhar com carro alugado ou optou por financiar um veículo próprio? Deixe seu comentário, sua experiência pode ajudar outras pessoas.

LEIA TAMBÉM: U-ELAS: PASSAGEIRAS MULHERES PARA MOTORISTAS MULHERES

Referências:

  1. Preço de aluguel de veículos dispara na pandemia, e motoristas de app têm que devolver carros. Extra. Disponível em: https://extra.globo.com/economia/preco-de-aluguel-de-veiculos-dispara-na-pandemia-motoristas-de-app-tem-que-devolver-carros-24803744.html
Sem comentários

Deixe uma resposta