O “melhor” Uber do Brasil


Genilson Francisco, Motorista Uber do DF, faz sucesso com carro cheio de mimos para passageiros.

Água, café, biscoitos, doces, hidratante e até maquiagem, todos esses mimos são oferecidos gratuitamente no carro de Genilson Francisco, 40 anos, que trabalha como motorista de Uber em Brasília. Parece um cardápio que só poderia ser encontrado em transportes de luxo. A grande quantidade de agrados disponíveis durante as corridas tem impressionado passageiros e, na última semana, viralizou na internet.

“É uma coisa minha, fico feliz em agradar os clientes. E penso que se fosse o contrário, também gostaria de ser tratado desse jeito. Meu prazer é ver a satisfação das pessoas”, afirma Genilson. O motorista, que trabalha com a Uber há cerca de cinco meses, iniciou as atividades para complementar a renda mensal.

o melhor uber do brasil



>>> Faça parte do nosso grupo no Facebook! <<<

Banner 300x600

Fora do carro, ele é o palhaço Psiu, figura carimbada há 20 anos no Distrito Federal e conhecida pela difícil história de vida. Quando era criança, Genilson e os quatro irmãos foram abandonados pelos pais e criados em um orfanato em Planaltina. Já adulto, ele decidiu seguir com a carreira de palhaço e adotou o apelido que o irmão mais velho o deu. Há quase uma década, também realiza uma famosa campanha de natal que arrecada brinquedos para crianças carentes.

Genilson tem rodado de segunda a sexta, das 6h às 20h, e, atualmente, faz cerca de 40 viagens por dia. Costuma trabalhar em Taguatinga, após perceber uma carência de motoristas de Uber na cidade e possui nota 4,9 no aplicativo. Na parte de trás do banco do passageiro, também ficam disponíveis itens como álcool em gel e curativos. O café está sempre quente e o cliente pode decidir se prefere tomar com adoçante, açúcar ou puro.

Apesar da grande quantidade de itens à disposição do passageiro, Genilson explica que não leva prejuízo. “Muitas pessoas ficam tão satisfeitas que deixam boas gorjetas. Uma vez levei uma advogada que estava atrasada para uma reunião e morrendo de fome. Ela conseguiu lanchar com as coisas que estavam no carro e agradeceu muito. Depois, me deu uma gorjeta de R$ 50”, diz.

Só falta agora a Uber valorizar mais motoristas como Genilson Francisco e melhorar um pouco essa tarifa. Concordam?

---------------------------------------------------------

Quer trabalhar na Uber? Entre em contato através do formulário abaixo:

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Adicionar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *