98% dos entregadores de aplicativos aderem à greve


Greve de entregadores se estendeu para o mundo e mais 5 países devem parar. Até clientes estão apoiando as reivindicações e prometem não fazer pedidos.

Quando a categoria é unida, o papo é outro! Cresceu a adesão à greve dos entregadores de alimentação por aplicativo e segundo a CUT, 98% dos trabalhadores devem parar no dia 1º de julho, em todo o Brasil.

LEIA TAMBÉM: MOTOBOYS SE INSPIRAM EM CAMINHONEIROS E ORGANIZAM GREVE CONTRA APLICATIVOS

A estimativa anterior era de que apenas cinco mil iriam parar, mas o movimento ganhou força rapidamente e agora até mesmo muitos clientes estão prometendo apoiar não fazendo pedidos neste dia, segundo os organizadores da paralisação.

“A gente está conseguindo o apoio de parte dos clientes que sabem o quanto a gente trabalha sem direito algum. Não fizemos este tipo de pedido a eles, mas é bom contar com esse apoio”, diz Mineiro, um dos organizadores da greve no Brasil, que faz questão de ressaltar que o movimento será pacífico.

“Não haverá manifestação nas ruas, mas vamos dialogar com quem quer trabalhar neste dia, especialmente nos locais de maior movimentação de entregadores da Uber, Ifood, Rappi, Lalamove e Loggi, para que entendam que a luta é de todos”, afirma.

greve motoboys

Greve teve adesão internacional

Além do aumento da adesão por melhores condições de trabalho e remuneração, que chegou a cair para 68% da categoria, segundo pesquisa da Unicamp, os entregadores brasileiros agora contam com o apoio internacional de trabalhadores de outros países.


SOLICITE AGORA UMA COTAÇÃO DE SEGURO VEICULAR

  • Faça sua cotação 100% online e sem compromisso;
  • Cobertura contra roubos, furtos, colisões, fenômenos naturais e danos a terceiros;
  • Você pode personalizar as coberturas e assistências;
  • Sem consulta ao SPC e SERASA;
  • Acesse o site e faça agora mesmo a sua cotação!

De acordo com Mineiro, no mesmo dia da greve no Brasil, haverá paralisação em mais cinco países: Argentina, Austrália, China, México e Inglaterra.

“Conseguimos contatos com nossos parentes que moram no exterior e a corrente chegou até lá fora. Chegamos a nos reunir virtualmente com entregadores de outros países que prometeram também organizar paralisações na mesma data”, diz Mineiro.

Robinho, outro líder do movimento, diz que foi graças à corrente de solidariedade que recebeu de brasileiros que moram fora do país que eles conseguiram uma tradutora para realizar a reunião virtual, que contou com 20 entregadores brasileiros e dos outros países.

“Eles disseram que também estão linha de frente na pandemia e, por isso querem nos apoiar”, contou.

Fonte: https://www.cut.org.br/noticias/greve-dos-entregadores-de-aplicativo-tem-apoio-internacional-09cb


Enquanto isso, os motoristas de aplicativo já somam 5 anos sem nenhum reajuste de tarifas, e o pior de tudo é que muitos ainda defendem os aplicativos e se submetem a corridas humilhantes.

Com custos menores e sem ter que transportar vidas, hoje um entregador já está ganhando mais do que um motorista! Acordem!


PRECISANDO DE UMA MAQUININHA DE CARTÃO?

  • ✓ Diversas opções diferentes de máquinas;
  • ✓ Sem aluguel ou taxa de adesão;
  • ✓ Sem taxa de depósito;
  • ✓ Sem burocracia;
  • ✓ Receba o valor de suas vendas de forma rápida;
  • ✓ Faça vendas via link;
  • ✓ Dependendo da máquina, não precisa de conta bancária;
  • ✓ Parcele em até 12x;
  • ✓ Aceite as principais bandeiras do mercado.

Deixe uma resposta